Ideias de festa de Halloween 2020
Mostrando postagens com marcador Pensamentos. Mostrar todas as postagens



Texto Ivan Filho Foto Filho Ijsf Data de publicação: 14 de Abril 2020,17:20h

Solidão
Como expressa o psicanalista Cantardo Calligaris ,em artigo em jornal Não ha ou não deveria haver prazeres que valham um risco de vida ou , simplesmente ,que valham o risco de encurtar a vida "...

Sem abrigo Hilda disse a equipe do Folha/MA. "Eu prefiro a rodoviária ou aqui na Beira Rio tem luz,água, tem câmera filmando a gente, é menos perigoso".


Com comércios fechados em meio à quarentena por causa da pandemia de coronavírus,segundo relatos informado pela equipe da SUTRAN que diuturnamente percorre as ruas da cidade ,os moradores em situação de rua assumiram as fachadas das lojas e as ruas do Calçadão de Imperatriz, onde buscam ajuda para se manter em meio ao isolamento social

As ruas normalmente tomadas por consumidores se tornaram abrigo para essa população, que com colchões e cobertas se aglomeram em grupo Nossa missão é fazer um trabalho sério, sem atropelos, para que se chegue no melhor objetivo possível que é educar e organizar a mobilidade no trânsito." Afirmou o Agente de transito  
A falta de alimentos para quem vive nas ruas não resulta apenas do fechamento de restaurantes e outros estabelecimentos determinado na cidade devido às regras de isolamento. Muitas entidades não-governamentais, que oferecem auxílio diuturnamente à população de rua, tiveram que suspender suas atividades para evitar aglomerações....

A vulnerabilidade social é um fato em grandes cidades – cidadãos tem sua família, nome e história ignorados para se tornarem números acumulados em abrigos ou calçadas, sobrevivendo com migalhas devido à falta de recurso e, sobretudo, ao preconceito.

Conseqüentemente o problema se repete em Imperatriz , a moradora de rua pseudônimo Hilda , de 45 anos, afirma que está com medo da doença, mas que vê riscos de, antes, morrer de fome. "A gente fica com medo. Mas para mim, a tristeza mesmo é não ter o que comer. Eles fecharam tudo. A gente tá ficando sozinhos na rua."

A maior riqueza está em um simples sorriso, dando por uma humilde pessoa
Ivan Filho/Foto Rua/Beira Rio Imperatriz MA Conteúdo - 14/04/2020

Recentemente, um estudo realizado na Universidade de Zurique, na Suiça, descobriu que as libéluas fêmeas (Aeshna juncea) simulam a própria morte para evitar machos indesejados.


libélulas


O comportamento é comum nessa espécie, comumente encontrada na Europa, na América do Norte e na Ásia, devido a uma particularidade no que se refere ao acasalamento e ao comportamento dos machos.


Os machos interceptam as fêmeas em pleno voo e uma cópula já basta para que haja fertilização. No entanto, eles, diferentemente dos de outras espécies de libéluas, não protegem as fêmeas depois, nem as acompanham até que estejam em ambiente seguro para colocar seus ovos.
Isso significa que elas podem ser interceptadas em seguida por outro macho e uma segunda cópula, quando os ovos já estão fertilizados, compromete todo o processo de reprodução e ainda reduz o tempo de vida da fêmea.
É aí que entra a estratégia descoberta pelo pesquisador Khelifa, que estuda as libélulas há 10 anos. Em seu estudo, ele observou 27 fêmeas se atirando ao chão ou se jogando em arbustos, fingindo-se de mortas. Entre essas, 21 conseguiram enganar os machos.


O pesquisador também teve a oportunidade de observar o que acontecia com as que não utilizavam o recurso teatral: todas as fêmeas que continuaram a voar após a primeira cópula, foram agarradas por vários machos durante o voo.
Em uma entrevista à New Scientist, Khelifa se disse surpreso na ocasião, uma vez que estudava libélulas há tanto tempo e desconhecia, até então, esse tipo de comportamento.



Eu não sei dizer em que momento da sua vida você desistiu e nem tampouco o porquê da sua decisão, mas posso te afirmar que há escolhas que fazemos que não são direcionadas por Deus, e que pelo impulso de uma dor, de uma decepção, ou tristeza deixamos de acreditar em algo que poderia ser o (ponto) chave da nossa vida, decidimos pelo coração, pelas circunstâncias, pelos cansaços, e passamos a viver com uma cobrança diária dentro da gente, do que poderia ter sido, e não foi, pela nossa negligência, pelo nosso orgulho, pela nossa falta de fé.

Não é fácil ter sonhos lindos e grandes quando o coração da gente está desfalecido pelo tanto que já lutou, não é fácil dizer tenho fé, quando o que nós mais queremos não aconteceu ainda, mas entre desistir e se continuar, fico com a confiança naquEle que nos faz realizar.

O que tenho a te dizer hoje é que por mais que esteja difícil a sua vida, não desista dos seus sonhos, dos seus filhos, da sua família, da sua saúde, da sua prosperidade, do seu casamento, daquela pessoa que o seu coração bate forte pelo amor dela, porque quando achamos que não vamos aguentar a gente acaba vencendo, a gente acaba atravessando o mar, a gente acaba olhando para trás e percebendo que valeu a pena cada lágrima, cada humilhação, cada perseguição, cada adversidade, a gente acaba tendo a certeza que tudo valeu a pena sim, para que todos contemplassem a glória de Deus em nossa vida.

Não desista! Por favor, continue, Ele, o Senhor vai honrar a sua fé. Eu não sei qual coração estou alcançando agora, mas sei que Deus quer falar com você..... Não se preocupe com o seu silêncio, Ele está trabalhando a seu favor.

Cecilia Sfalsin

Tecnologia do Blogger.