Ideias de festa de Halloween 2020

Mórbido | Dia dos Finados, em Davinópolis bateu recorde de visita no cemitério municipal da cidade, Jardim da Rosas.

Cemitério Municipal de Davinópolis Jardim das Rosas
Entrada do cemitério Municipal de Davinópolis (Foto: Augustus)
DAVINÓPOLIS - Todos os anos parentes de falecidos se concentro em cemitérios em todo o país para recorda de seus entes queridos que já partiram. Em Davinópolis o número de túmulos aumentou em cerca de 30% em comparação ao ano de 2018. Só em 2019 já foram registrados 256 sepultamentos contra 180, no ano anterior. (Dados estimados pelos registros de certidões de óbitos emitidos).

Esse número pode está relacionado ao aumento da criminalidade, de acidentes, pela violência ou pela falta de espaços em outros cemitérios em cidades vizinhas como é o caso de Imperatriz. De toda forma esse aumento é preocupante para uma população de pouco mais de 12 mil habitantes, sendo a maior parte entre 10 a 35 anos de idade. (Dados IBGE)

A Historias de Valdenisse
Como tradição, dias que antecedem o 02 de novembro é comum que haja reformas e limpezas dos túmulos, mas nem todo mundo consegue concluir essas tarefas a tempo, como foi o caso da Valdenisse Maria, (42) que veio do estado do Pará para reformar e recorda de sua mãe falecida a quase 14 anos. Sua mãe morreu exatamente no dia 12 de novembro, data que coincidia com seu aniversario. Com a ajuda dos irmão, Valdenisse afirma que nos próximos três dias toda a obra estará feita e com muito capricho.

"Minha mãe se chamava Maria Gomes de Sousa, ela teve uma morte tranquila, dormindo. Ontem ficamos aqui até ao anoitecer, tivemos que usar os faróes das motos para iluminar o espaço para deixar a reforma pronto o quanto antes, nossa mãe foi uma pessoa muito iluminada para todos nos e esse será nosso presente para ela, que Deus a tenha." Afirma Valdenisse, sempre sendo muito simpática e humorada.

Reforma em tumulo em Davinópolis maranhão
Irmãos de Valdenisse reformando o tumula da mãe em Davinópolis
O EMPREENDEDORISMO  
Para a maioria, o dia dos finados é uma data triste, para outros é uma forma de fazer uma renda extra. Na entrada do Cemitério municipal de Davinópolis, a venda de coroas de flores, velas, fósforos, artigos de de decoração fúnebres e até lanches eram o que não faltavam para quem queria.

No entanto, para os que deixaram para comprar em cima da hora tiveram que pagar um pouco mais, como exemplo, as caixas de velas que acabaram ficando 75% mais caras. Todavia, para homenagear os familiares falecidos o preço não importava e com isso alguns vendedores lucraram muito. Como conta Pablo Felipe, (18). Que desde pelo horário da manhã afirma que as vendas não pararam e mesmo com preço um pouco mais alto não interferiram na compra.

"Já é do meu domino essa experiencia de vendas nos dia dos finados, conheço a fluência, e todos os anos, não havendo desventuras, venho para porta do cemitério, a partir do horário da manhã. Senhoreamos uma procura por velas colossal, o que miraculosamente engendra uma primorosa renda, e os clientes, nunca compram apenas uma caixa, sempre levam mais de uma." Afirma Pablo Felipe.

Pablo Felipe Davinopolis

As Coras de Flores de Cemitério
A venda de velas de cera não fora os únicos itens. As coroas de flores enfeitavam todo o cemitério e havia de todos os tamanhos, cores, formas e preços. Por ser um item menos incomum de encontrar, a maioria das pessoas deixavam para comprar na entrada, proporcionando um faturamento maior para os vendedores.


Geladão Gostosão Davinópolis

O icônico Geladão Gostosão, o inconfundível Sr. Luiz de Davinópolis nos contou que já teve que reabastecer cinco vezes, a caixa de geladão para atender a procura. Brinca ao dizer que o fato da venda é que "Não importa o dia, o geladão gostosão adoça a tristeza e melhora o animo."

A venda de geladão, água e refrigerantes foram muito alta, isso é facilmente explicado devido as temperaturas superiores no dia. Nessas horas hidratar-se é essencial.


Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.